Uma igreja que não vive a oração não se caracteriza como Igreja

A comunhão com a Igreja garantiu à rcc ser o que ela é hoje.
13/09/2015

Quem esteve pregando na manhã deste domingo (13), foi o arcebispo da arquidiocese de Teresina, Dom Jacinto Brito, falando sobre “RCC: Uma graça para a igreja”. A pregação foi realizada dentro da programação do XIII Congresso Arquidiocesano que está acontecendo no auditório Helena Sousa, dentro do Centro de Convenções do Atlantic City.

 

“Quando cheguei o clima estava fervendo de alegria e onde tem alegria, pode-se dizer que Deus está presente”, com essas palavras Dom Jacinto iniciou a primeira pregação dessa manhã no instante em que explicou o significado da palavra graça no qual significa dom, ou seja, quando Deus nos agracia ele nos oferece seus dons.

 

Ele citou a passagem bíblica de 1 Coríntios 12, 7 onde diz que nenhum dom de Deus é feito para ser particular . “Tudo isto nos foi dado em vista do bem comum” e por isso não somos melhores e nem temos merecimentos, mas Deus nos dá os dons para usar com os outros.

 

O arcebispo relembrou um pouco do nascimento da Renovação no mundo, já transcorridos 50 anos. “Passados quase 50 anos a RCC já não parece um corpo estranho, pois os valores que a RCC trouxe começaram a ser absorvidos pela comunidade (ressaltado) entre eles: contribuição, sem dúvida, preciosa para a Igreja”.

 

 

“Essa alegria da igreja se manifestou através da RCC.  A igreja na década de 50 era muito sisuda, o movimento trouxe uma característica no louvar a Deus, no bendizer a deus e proclamar suas maravilhas”.

 

Na pregação, citou vários dons que a renovação tem jorrado na igreja, entre eles o amor a palavra de Deus, a oração. “Outro dom especial que Deus fez à sua Igreja através da RCC, foi recordar a graça da oração. Muitas vezes a oração está marcada pela decoração (que também são ótimas como o Credo que é a síntese da nossa fé), mas a oração não é só uma repetição de fórmulas e sim também a oração pessoal, uma oração nossa!”.

 

Entre as mensagens que se destacou e todos aplaudiram foi sobre o poder da oração. “A oração comunitária esta para a oração pessoal assim como a brasa está para o incenso”.

 

Sem a oração pessoal, segundo ele o nosso coração se esvazia. “Muitas vezes, lastimavelmente, saímos da missa com os corações vazios, pois nos falta a oração pessoal. O nosso contato com Deus no dia a dia, nos auxilia a entrar na dinâmica da oração comunitária”.

 

“O que caracteriza a RCC é ser uma porção da igreja que vive essa dimensão antes falada e vive isso na comunhão da igreja. Garantindo-nos que tudo vem do espírito. Assim, de fato, sabe-se que a RCC vem de Deus”.

 

A comunhão com a Igreja garantiu à rcc ser o que ela é hoje.

 

Lutero e São Francisco os dois queriam renovar a Igreja, porém de modos diferentes. Francisco foi o que optou pela verdade. Humilde, pobre e testemunho. Não rompeu a comunhã com a igreja e a prova disso é que após 800 anos ainda é exemplo.

 

Antes de encerrar com uma benção derramada nos participantes, Dom Jacinto chamou os sacerdotes que também estavam presentes, padres Adão Cruz e Fábio Fernandes, passou uma mensagem aos participantes. “Que o congresso reforce o laço de comunhão com a igreja de Teresina”, finalizou dizendo que tem uma surpresa para a renovação em 2016.

Fonte: MCS Teresina
Bookmark and Share